Biometria


Precisão, conveniência e máxima segurança na identificação pessoal.

A equidade com que os colaboradores de uma empresa sentem que as chefias os avaliam é um fator importante para o bom ambiente organizacional e produtividade. Tal obriga a que os critérios de avaliação estejam não só claramente definidos e comunicados, como também se estabeleçam rigorosos instrumentos de medida. Parte deste rigor passa pela garantia de não transmissibilidade de registo por parte do colaborador. Apostar na biometria é a melhor forma de enquadrar este requisito.

A Milénio 3 tem, desde há vários anos, apostado no desenvolvimento de soluções de reconhecimento biométrico por, nomeadamente, impressão digital. Como resultado, os nossos terminais biométricos incorporam módulos de aquisição de assinatura biométrica "ID module" compatíveis com a mais recente tecnologia disponível.

A arquitetura das soluções biométricas de impressão digital compreende, de um modo geral, um sensor de aquisição de impressão digital capacitivo, um microprocessador e uma memória não volátil que, de forma segura, armazena o software integrado de análise de impressão digital e os dados biométricos dos utilizadores autorizados.

Nos nossos sistemas, o processo de reconhecimento biométrico baseia-se, não na imagem do dedo em si, mas numa representação digital das minutiae da epiderme do dedo, comummente designada template de impressão digital. Este template é constituído por um conjunto de caracteres alfanuméricos que descrevem segundo os algoritmos biométricos a representação digital das referidas minutiae. Mantém-se armazenado na memória não volátil do módulo de forma segura e não é passível de ser manipulado ou revertido.

Todas as soluções biométricas da Milénio 3 apresentam dois modos de operação: Verificação ou Identificação.

No modo de verificação, o processo de identificação do indivíduo compreende a introdução prévia do seu código de identificação, seguida de colocação do dedo no sensor. Este procedimento garante um desempenho considerado ótimo já que permite uma maior rapidez no processo de autenticação, além de uma taxa de falsas aceitações praticamente nula.

Já no modo de identificação, o colaborador cinge-se à aposição do dedo no sensor cabendo ao terminal determinar, pela comparação entre a informação biométrica lida e os templates armazenados no módulo biométrico, a identidade do indivíduo.

Vantagens
  • Precisão pela garantia de intransmissibilidade de registo
  • Comodidade e conveniência pelo facto de não ser necessário usar e gerir cartões
  • Fiabilidade e segurança pela adoção das tecnologias mais recentes
  • Rigor pela impossibilidade de repúdio das ações